Miniconomy logo

Miniconomy na Escola

create a free account

História do Miniconomy

A idéia de começar um jogo de comércio realista online surgiu em outubro de 2001 com, na época estudante de tecnologia da computação da Universidade de Amsterdã, Wouter Leenards. Juntamente com seu irmão Mark Leenards, um estudante de economia empresarial, ele fez Miniconomy ser o que é hoje: um jogo interativo e educativo com milhares de jogadores onde uma economia é simulada, e que desde então cresceu para uma simulação da própria sociedade.

Sociedade?

De fato, devido à contribuição dos jogadores e dos desenvolvedores, Miniconomy se tornou uma sociedade completa onde todos os aspectos de uma sociedade real são representados. Comércio de bens, ações e imóveis, política e companhias de mídia. Jornais são publicados, há um livro de leis e uma constituição, um sistema educacional, diferentes sistemas políticos, e jogadores podem conseguir empregos que vão desde agente imobiliário até prefeito.

Cada período comercial dura 3 semanas. Entre esses períodos há uma pausa de geralmente uma semana, em que os desenvolvedores criam e testam novas funcionalidades.

Miniconomy na educação

Nos últimos 5 anos, os desenvolvedores de Miniconomy têm sido frequentemente abordados por editores e escolas, com a idéia de começar a usar Miniconomy na sala de aula. No outono de 2003 (hemisfério norte), o próximo passo foi dado inscrevendo-se para obter auxílio para a recém-fundada Fundação Miniconomy, que em novembro de 2004 conseguiu fundos do plano de incentivo Digitale Pioniers (Pioneiros Digitais). Com esse auxílio, foi possível expandir Miniconomy para que pudesse ser integrado à sala de aula.

Aspectos Educacionais

Miniconomy é um jogo bem amplo, e oferece muitas possibilidades aos jogadores para se destacarem quando chegarem ao mercado. Todos os jogadores participam da mesma economia e portanto competem um contra o outro.

Alguns aspectos educacionais importantes de Miniconomy:

  • Comércio de bens, ações, propriedades e imóveis
  • Cálculos de preço de custo
  • Balanços e demonstrações de resultados
  • Propaganda
  • Oferta e demanda
  • Competição
  • Companhias bancárias
  • Financiamento
  • Cooperação

Miniconomy na sala de aula

As modificações educacionais tornam possível jogar Miniconomy com um grupo de jogadores como uma classe de alunos. Os participantes jogarão o jogo normal como todos os outros jogadores, e como não se poderá distinguí-los dos jogadores comuns, eles se misturarão completamente à própria sociedade. No entanto, contas de estudantes não poderão tomar parte em atividades criminosas como tiroteios e roubos.

O líder do grupo poderá observar quase todo movimento de seu grupo. Para não perderem vigilância ou controle, professores poderão portanto observar as ações dos alunos e ajudá-los da sua própria maneira. Os líderes também poderão ver os balanços e as declarações de renda de todo o grupo.

As tarefas que os alunos recebem portanto poderão ser escolhidas pelo professor. Tarefas que incluiriam o Miniconomy poderiam ser:

  • Fazer um relatório de rodada em que as ações tomadas são justificadas e melhor explicadas
  • Tentar obter o maior patrimônio líquido da turma
  • Escrever um plano de negócio

O líder do grupo também recebe uma conta no Miniconomy, que ele ou ela pode usar para dar uma olhada no mundo de Miniconomy, e até negociar ou competir com os alunos ou os outros jogadores, se quiserem.

Miniconomy é desenvolvido principalmente para estudantes no Ensino Médio ou acima, e especialmente para as matérias de Economia, Organização e Gerenciamento, e Matemática.
O jogo entretanto também se dá bem em aspectos da sociedade para Estudos Sociais. Em uma rodada de 3 semanas, seus estudantes podem começar a jogar o jogo de forma independente. A tarefa então você decide por conta própria.

Informações para contato

Se você tiver perguntas, comentários ou se quiser informações extras, por favor entre em contato conosco em:

Trade Games International BV
Website: www.miniconomy.com

E-mail: